Eid-ul-Adha 2018 no Brasil

No Brasil, a Celebração do Sacrifício (Eid-ul-Adha) teve lugar nos dias 22, 23 e 24 de agosto. A comemoração teve início com a Salat-e-Eid (Oração de Eid), liderada pelo Imã Wasim Ahmad Zafar às 10h30 do dia 22/08 na Mesquita Baitul Awal. Após a oração, o Imã Wasim proferiu um sermão sobre a importância da festa e chamou a atenção dos membros para os detalhes mais importantes.

 

Eid-ul-Adha marca a conclusão da peregrinação à Meca por parte dos muçulmanos de todas as nações do mundo no décimo dia do mês islâmico Dul Hajj. Assim como a oração e o jejum, a peregrinação é um modo de adoração que busca a elevação espiritual, social e econômica dos muçulmanos.

A peregrinação acostuma a pessoa a sair de casa e, por amor a Deus, suportar a separação temporária de amigos e parentes. Ela também serve como um símbolo de respeito aos lugares sagrados de Deus frequentados pelo Santo Profeta Muhammad (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele). Ao visitar esses locais sagrados, o peregrino experimenta uma alegria espiritual. O vínculo universal da irmandade islâmica também é fortalecido à medida que peregrinos de nacionalidades de todo o mundo se reúnem em espírito de união e harmonia.

 

O peregrino oferece o sacrifício de um animal no final da peregrinação, o que também é feito por muçulmanos em todo o mundo. Isso é feito em memória à prontidão de Abraão (que a paz esteja com ele) em sacrificar seu filho Ismael (não Isaac como registrado na Bíblia) que, por sua vez, também se prontificou para ser sacrificado sob obediência à Vontade de Deus. Lê-se, no Sagrado Corão: 

 

“E quando ele (Ismael) tinha idade suficiente para correr junto com ele (Abraão), ele disse: ‘Ó meu querido filho, eu vi em um sonho que eu te ofereço em sacrifício. Então, diga o que você pensa sobre isso.’ Ele respondeu: ‘Ó meu pai, faça como te é ordenado; se Deus quiser, tu me encontrarás firme em minha fé.’

 

E quando ambos se submeteram à Vontade de Deus, e Abraão o havia deitado sobre a sua testa, nós chamamos a ele (dizendo): ‘Ó Abraão, de fato, já cumpriste o teu sonho.’ Assim, recompensamos os que fazem o bem” (37: 103-105)

 

Por meio deste fato, por um lado, Deus ensinou que devemos ficar sempre prontos para prestar qualquer sacrifício no caminho de Deus e, por outro, proibiu, para sempre, o sacrifício de seres humanos em nome de Deus, conforme alguns costumes da época passada. O Sagrado Corão descreve sucintamente o significado do sacrifício de animais:

 

“Sua carne (dos animais) não chega a Allah, e nem o seu sangue, mas é a sua intenção e justiça (do homem) que chega até Ele” (22:38)

O ato de sacrifício é simbólico, lembrando a pessoa que lhe oferece a ficar sempre pronta para sacrificar a si mesmo e todos os seus interesses e desejos pessoais no caminho de Deus quando assim for preciso. O estabelecimento da paz e da justiça deve ser o objetivo de todo muçulmano, conforme o Sagrado Corão menciona:

“Em verdade, o mais honrado de entre vós, aos olhos de Allah, é aquele que é mais justo.” (49:40)

“Aqueles que fazem o bem e agem com retidão terão uma grande recompensa.” (4: 173)

“Em verdade, ele (o verdadeiro crente) verdadeiramente prospera, purifica a si mesmo e lembra o nome do seu Senhor e oferece orações.” (87:15)

O ato de sacrifício não é, de forma alguma, uma expiação pelos pecados da pessoa que faz o sacrifício. O Islã enfatiza que nenhuma pessoa ou criatura pode expiar os pecados de qualquer outra e, portanto, rejeita a doutrina cristã da expiação que declara que Jesus expiou os pecados da humanidade, derramando o seu sangue na cruz.

 

A Eid-ul-Adha é uma ocasião em que os muçulmanos, de todos os lugares, são encorajados a fazer todo o tipo de sacrifício pela elevação espiritual, moral, social e econômica da humanidade e, especialmente, da sua própria. Se idealizarmos esse objetivo e se esforçarmos para manifestar em si mesmos os atributos de Deus, de acordo com os ensinamentos e orientações do Sagrado Corão e dos ensinamentos do Santo Profeta Muhammad (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele), então, poderemos dizer, de fato, que a mensagem da Eid-ul-Adha deu frutos.

 

Após o sermão, os membros deram contribuições de Eid e um almoço especial foi servido aos presentes. Que Allah aceite o sacrifício de todos e conceda-lhes as suas bênçãos e o seu amor.

Associação Ahmadia do Islã no Brasil

Estrada da Saudade, 215, Petrópolis-RJ, CEP: 25610-105

+55 (24) 2242-1385 / info@ahmadia.org.br

© 2018 Associação Ahmadia do Islã no Brasil. Todos os direitos reservados.